segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Dafra lança a moto Riva 150 no Brasil por R$ 4,9 mil

Modelo fabricado na China sofreu adaptações para o Brasil.
Marca brasileira aposta que ela será sua moto mais vendida.

Do G1, em São Paulo
21 comentários
A Dafra anunciou nesta segunda-feira (2) o lançamento da Riva 150 no Brasil por R$ 4.990,00. Fabricado pela chinesa Haojue, o modelo street tem a missão de se tornar o principal produto da marca brasileira. A moto foi apresentada no Salão Duas Rodas, em outubro passado, e oG1 avaliou o lançamento na China, em dezembro, quando o preço ainda não havia sido definido.
Riva 150 atinge até 103 km/h, diz marca (Foto: Zhou Pengcheng/ Divulgação)Riva 150 atinge até 103 km/h, diz marca (Foto: Zhou Pengcheng/ Divulgação)
A Riva 150 é equipada com motor de 149,4 cm3, com potência de 12,1 cavalos a 8.250 rpm e torque máximo de 10,9 N.m a 6.600 rpm. O conjunto é combinado com sistema de transmissão de 5 velocidades. Segundo a marca, a velocidade máxima é de 103 km/h. A moto conta ainda com com rodas de liga leve aro 18”, freio dianteiro a disco, partida elétrica e a pedal.
AdaptaçõesPara ser vendida aqui, ela passou por adaptações: as suspensões foram recalibradas, para aguentar mais buracos, e o carburador recebeu novo ajuste, para consumir o combustível brasileiro. Além disso, como a média de velocidade nas ruas da China é menor, cerca de 35 a 40 km/h, a Riva do Brasil possui uma relação de marchas mais longa que a versão chinesa.
Na ergonomia, o modelo também foi adaptado, com guidão mais alto e pedaleiras menos retrasadas, pois no Brasil as pessoas possuem estatura maior que os chineses. Para completar, as cores e grafismo para o Brasil são diferentes.
Em contrapartida ao visual contemporâneo, a moto tem três opções de cores (pérola, vermelho e preto) e não tem injeção eletrônica. A expectativa da Dafra é vender 18 mil unidades no primeiro ano, diz Francisco Stefanelli, vice-presidente da marca. "Acreditamos muito nesse produto, que entra para complementar nossa linha de motos street", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário